Qual a importância da alimentação adequada no pós-operatório?

Medicação e repouso são básicos depois de uma cirurgia. Mas uma alimentação adequada no pós-operatório também é fundamental.

De forma natural, a escolha certa do que comer faz toda a diferença para reforçar a imunidade e contribuir com os processos anti-inflamatórios, de cicatrização, de redução de inchaço e do reestabelecimento normal do organismo.

É por isso que o Rio Day Hospital resolveu escrever este artigo. Continue lendo para saber. E veja também que ingredientes incluir nos pratos e sucos com essas intenções.

Agora, só um detalhe: cada organismo é único. As dicas abaixo são genéricas. Confirme sempre com o seu médico se o seu caso pede alguma restrição.

7 dicas para uma alimentação adequada no pós-operatório

1) A primeira dica é meio óbvia, mas não custa lembrar. Evite alimentos multiprocessados e ricos em açúcar. Em nenhum momento eles fazem bem. Menos ainda num período de recuperação.

2) Aumente o consumo de água. Ela ajuda a diminuir os possíveis inchaços e hematomas. Também contribui para que os rins sejam protegidos (já que alguns medicamentos podem ter efeitos que comprometam seu perfeito funcionamento).

3) Invista em sucos naturais (sem açúcar) e com os ingredientes abaixo, de acordo com a sua necessidade. Se preferir, pode colocar água de coco no lugar da comum.

  • Para reduzir processos inflamatórios: amoras, morangos, acerolas e outras frutas vermelhas. Vale a pena também acrescentar inhame.
  • Para cicatrizações: prepare um suco verde, com laranjas, couve, água e gengibre.
  • Para diminuir o inchaço: use frutas com grande porcentagem de água na sua composição. Entre elas, melão, abacaxi e melancia.
  • Para aumentar a imunidade: prefira frutas cítricas e, se quiser, pode combiná-las com cenoura e beterraba ou com inhame.

4) Frutas

Todas as que listamos acima podem – e devem – ser consumidas mesmo fora dos sucos. Só vale a pena reforçar o que dissemos antes. Se você tiver restrição médica a alguma, deixe-a de fora.

Por exemplo: nos casos de gastrite, evite frutas cítricas para aumentar a imunidade. Opte pelas raízes que também têm o poder de fortalecer o organismo.

5) Descascar mais

De forma geral, uma alimentação forte e saudável sempre segue o “desembalar menos e descascar mais”.

O período pós-cirúrgico, especialmente, pede cenoura, tomate, batata, leguminosas etc.. São alimentos leves, altamente nutritivos e de fácil digestão.

Alguns vegetais, especialmente alface, chicória e espinafre, ajudam a evitar infecções e outras complicações pós-cirúrgicas.

6) Carnes magras, ovos e gelatinas

As proteínas são excelentes para a cicatrização. Coma ovos, gelatinas (incolores) e carnes (só evite as gordurosas e de difícil digestão).

7) Alimentos ricos em ferro

Fígado, grão-de-bico, ervilha e lentilha são altamente recomendáveis. Ricos em ferro, eles contribuem para a saúde das células do sangue, facilitando a perfeita nutrição do corpo.

Dica final da equipe do Rio Day Hospital

Com essas sugestões, você provavelmente se sentirá renovado. Aproveite para manter o cuidado alimentar mesmo depois do período de recuperação. Os resultados serão sentidos na pele, na disposição e até no bom humor.

Agilize sua Internação